Dia da Criança: 10 marcas made in Portugal
Artigo Anterior

Babucha-ya-ya!

Próximo Artigo

À beira-mar

Palavra da Vogue 30. 5. 2018

Dia da Criança: 10 marcas made in Portugal

by Sara Andrade

 

Celebre o 01 de junho com código de barras 560: a Vogue Portugal seleciona 10 marcas de childrenswear que precisa de conhecer.

Dos tons mais fortes aos super-heróis do momento e das etiquetas infantis incontornáveis aos desenhos animados du jour estampados em todo o tipo de peças, o mercado da roupa para criança tem tanto de variedade como de irresistível. No dia em que se celebram os miúdos lá de casa, celebre-se também os produtos cá da terra: estas 10 marcas com sugestões têxtil para os mais novos têm produção portuguesa, mas acima de tudo, primam ainda pelo design menos comercial que o das marcas massificandas, preferindo os tons e materiais naturais e orgânicos, primando pelos estampados originais e pelas tonalidades mais sóbrias, incitando ao estilo na mesma medida em que incitam à brincadeira.

Carlota Barnabé

Quando Sónia Sancho e Inês Ataíde se conheceram num curso de Visual Merchandising, com backgrounds fora do design de Moda, dificilmente imaginariam que levariam as suas raízes do sul até às fábricas do Norte para criar as coleções de Carlota Barnabé. A marca, criada em 2013 pela dupla, foca-se na elaboração de peças em 100% mousselina de algodão, para bebés e crianças até aos 10 anos.

Explore. E-shop: Carlotabarnabe.com 

Picolé Limão

Pela mão de Ana Gomes e Sílvia Pereira (se é assídua das redes sociais, já deve ter-se cruzado com os nomes A Melhor Amiga da Barbie e Mahrla Girl, respetivamente), a Picolé Limão nasce na maternidade, curiosamente: a dupla de bloggers foi mãe pela mesma altura e partilhavam este desejo de criar uma marca para os mais novos fora dos cânones coloridos habituais. Adotaram o binómio preto e branco, colocando estes tons, pouco usuais nas linhas de bebé, na nova coleção para petizes dos 0 aos 12.

Explore. E-shop: Facebook.com/picolelimao

Pecegueiro & Filhos

Se há dupla com boa experiência para lançar uma marca de roupa para os mais novos é esta de Pedro Noronha-Feio e Sara Lamúrias. O casal, que tem background de peso na Moda com etiquetas anteriores no CV como White Tent e AForest-Design, acumulou ainda mais conhecimentos para este propósito com os três filhos que hoje servem de modelos e inspiração para as coleções que desenham e vendem nas lojas em Campo de Ourique e Lapa. Com silhuetas que primam pelo cool e pelo natural, venha daí uma ModaLisboa para miúdos e fazemos a petição para ver todos os looks em passerelle. Com materiais locais e uma filosofia de produção sustentável, este negócio de família assenta que nem uma luva também na sua.

Explore. E-shop: Pecegueiro.com

Grace baby & child

Ana Peixoto Almeida encontrou nas duas filhas a inspiração suficiente para se lançar numa marca têxtil que fala português. Foi em 2013, durante a licença de maternidade, que decidiu dar o passo para criar a marca que hoje prima, em termos de design, pelo cruzamento dos toques vintage com o cosmopolita, atualizando as silhuetas que têm tanto de fofo como de cool. A equipa cresceu para seis num ambiente que se quer familiar tanto quanto a produção, baseada numa política de sustentabilidade e não de massa. A coleção é dirigida a recém-nascidos, bebés e crianças até aos 12.

Explore. E-shop: Gracebabyandchild.com 

Bamboo & Love

Tal como o nome indica, a marca dá primazia ao bambú como matéria-prima de destaque, criando peças que não são só confortáveis para o bebé, mas também para os pais, procurando aliar o design de cada produto com a utilidade e facilidade no vestir e despir. Com seis anos no mercado, as silhuetas refletem o lado orgânico que apregoam, em tonalidades suaves, malhas deliciosas e linhas minimais. Mas muito doces. A produção da coleção é local e sustentável.

Explore. E-shop: Bambooandlove.com

Piupia

 

Uma publicação partilhada por PIUPIA (@piupiababy) a

Não se deixe enganar pelo sufixo do website: a Piupia é desenhada em Londres, mas o selo da manufatura é português. Fundada por Cláudia Carvalho em 2013, depois de ter sido mãe de Noah, a designer com background familiar na indústria têxtil imaginou esta coleção dirigida a crianças a partir dos 3 meses e até aos 6 anos com tonalidades suaves e estampados cativantes (não é de estranhar, a sua formação é em desenho gráfico e arte 3D). Cada gama é criada de forma sustentável e ética, recorrendo a processos que são tão gentis com a pele do seu bebé como com o ambiente.

Explore. E-shop: Piupia.co.uk

One of Us

Como muitas das histórias por detrás destas marcas para crianças, o projeto da marca começou depois do nascimento do primeiro filho de Francisco e Inês, o duo por detrás desta tribo têxtil com fabrico nacional. Agora com um terceiro um elemento na marca, Constança, a etiqueta dá cartas tanto no desenho como na filosofia. No design, quiseram voltar a colocar a natureza nas brincadeiras, o slow living nas linhas, a aprendizagem relaxada nos visuais de cada peça, dando primazia a cores suaves e estampados que são quase aguarelas. Na missão, preteriram a produção massiva pelo selo da sustentabilidade. Não é à toa que as "suas crianças" ostentam orgulosamente "Be a transform nation".

Explore. E-shop: Oneofus.pt

Moleke

De pequenos passos se criou uma marca especial. Literalmente: a Moleke, a marca de Carla Mendes e Margarida Roseiro, cria sapatos para os mais pequenos, em couro premium de fabrico 100% nacional e tão maleável que se adapta perfeitamente ao andar ainda instável dos petizes. Com linhas de mocassin, as opções de tonalidades e silhuetas são várias, às quais acresce uma opção de mochila que vai querer até para si. O sucesso do calçado cresceu dos tamanhos pequenos para opções de números para graúdos (espreite a secção da Moleke Big e Moleke Bigger). Uma morada online para comprar para os mais novos - e os não assim tão novos.

Explore. E-shop: Moleke.pt

Barn of Monkeys

Uma marca que manifesta a aposta em peças com longevidade, a Barn of Monkeys tem nome estrangeiro mas produção em Portugal. Dirigida a crianças e jovens dos 2 aos 16 anos, mistura silhuetas minimais com um design cool que promete fazê-la querer as peças para si (que tamanho têm os números para 16 anos, mesmo?). Além da sustentabilidade no fabrico, usam material orgânico certificado pelo Global Organic Textile Standard. Roupa bonita a fazer o mundo bonito. PS: a Vogue adora a escolha de tonalidades.

Explore. E-shop: Barnofmonkeys.com

Dare you, mum

Calma, nenhum dos seus filhos se tornará insubordinado por vestir as peças da marca, mas corre o sério risco de ficar cheio de estilo com estes apontamentos da Dare you, mum. A etiqueta não é uma marca de roupa, mas antes para a roupa: tem como core os patches - vulgo cotoveleiras e joelheiras -, para cobrir de forma divertida os rasgões de camisolas e calças consequentes do uso e abuso nas brincadeiras. Os patches chegam aos pares e além desta seleção, encontra ainda acessórios de lifestyle, como canecas e ilustrações.

Explore. E-shop: Dareyoumum.com

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK