Artigo Anterior

Prada: Cruise 2020

Próximo Artigo

Louis Vuitton: Cruise 2020

Coleções 3. 5. 2019

Três factos sobre o desfile Cruise 2019/20 da Chanel, o primeiro de Virginie Viard

by Cátia Pereira Matos

 

Esta manhã, em Paris, a Chanel deu a conhecer a sua coleção Cruise 2019/20. No coração da capital francesa, o Grand Palais acolheu o primeiro desfile de Virginie Viard como diretora artística da Maison. Da inspiração por detrás do cenário ao significado do local escolhido, reunimos o que importa saber sobre o início desta nova era da Chanel sem Karl Lagerfeld.

A estreia de Virginie Viard

Começou oficialmente uma nova era na Chanel, sem Karl Lagerfeld. Com a morte do designer alemão, em fevereiro último, a responsabilidade artística e criativa das coleções de vestuário da Maison passou para as mãos da francesa Virginie Viard, antiga diretora criativa dos estúdios de Moda da Chanel e uma das colaboradoras mais próximas de Lagerfeld — com quem trabalhou durante mais de três décadas.

“Quando estou a trabalhar, tenho duas pessoas em mente: o Karl e a Coco. Duas pessoas muito diferentes, mas ambas incrivelmente inspiradoras”, dizia Viard em dezembro de 2017 em entrevista à Vogue Australia. Uma ideia que ficou hoje comprovada no desfile Cruise 2019/20 da marca, onde não faltaram reinterpretações do clássico Chanel skirt suit (casaco de tweed curto adornado com botões dourados e conjugado com uma saia pelos joelhos, igualmente em tweed), que Gabrielle ‘Coco’ Chanel apresentou pela primeira vez em 1923 e que Karl Lagerfeld, ao longo dos anos, foi redesenhado (maioritariamente ao nível do comprimento da saia).

Todavia, sentiram-se os ventos de mudança, sobretudo na escolha dos padrões: na passerelle montada no interior do Grand Palais viram-se vários vestidos leves, alguns dos quais semi-transparentes, com motivos geométricos e florais.

O significado do cenário

Para o seu primeiro desfile enquanto diretora artística da Chanel, Virginie Viard deixou-se inspirar pelas histórias que as estações de comboios encerram: nelas, o tempo parecer-se mover-se a um ritmo mais acelerado; há encontros, desencontros e reencontros. Foi, aliás, numa estação de comboios que Gabrielle ‘Coco’ Chanel se apaixonou por Edward ‘Boy’ Capel, nos primeiros anos do século XX.

Também o encantamento de Karl Lagerfeld por Paris começou num destes locais, mais precisamente na Gare du Nord, em agosto de 1952. “Para mim, a cidade parecia-me saída dos filmes e dos livros que sempre achara fascinantes”, recordou o designer no livro Coco Chanel: The Legend and The Life. “Tens de te movimentar tens de viajar, tens de surpreender”, costumava dizer. Palavras que poderiam ter sido proferidas por Viard que, em comunicado de imprensa, referiu que o espírito da Maison Chanel estava intimamente associado ao ato de viajar à volta do mundo. Assim, transformou o Grand Palais des Beaux-Arts numa extensa plataforma de comboios — com bancos de madeira e candeeiros incluídos — e fez daquele edifício centenário o ponto de partida para a sua viagem à frente da casa francesa.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por CHANEL (@chanelofficial) a

A importância do Grand Palais

Desde janeiro que se sabia que a coleção Cruise 2019/20 da Chanel voltaria a ser apresentada no Grand Palais, edifício emblemático da cidade parisiense localizado junto aos Champs-Élysées. A decisão fora ainda tomada por Karl Lagerfeld, que ali apresentou inúmeras coleções de Alta-Costura, Cruise e pronto-a-vestir.

Palco de cenários extraordinários para diversos desfiles da Chanel, o majestoso Grand Palais já foi transformado num jardim encantado, num supermercado e numa praia de águas cristalinas e areia branca. Também já chegou a ser um aeroporto, uma paltaforma da NASA e um porto de cruzeiros. A forte ligação entre a Maison francesa e este monumento começou em 2005 e foi reforçada em 2018, quando a Chanel decidiu investir 25 milhões de euros nas obras de renovação deste histórico edifício. Tais obras deverão começar no próximo ano e, espera-se, ficarão concluídas em 2024, ano em que Paris acolhe os Jogos Olímpicos de verão.

Veja, abaixo, algumas imagens da coleção Cruise 2019/20 da Chanel.

© Getty Images

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK