Artigo Anterior

Felipe Oliveira Baptista deixa direção criativa da Lacoste

Próximo Artigo

O nome é Goddard, Molly Goddard

Notícias 3. 5. 2018

A supermodelo Debra Shaw

 

No editorial de moda Memórias Enganosas (na Vogue de maio, nas bancas), que explora o lado mais surrealista e fantasioso desta estação, quisemos uma protagonista capaz de fazer mais do que vestir a roupa e posar para a câmara.

Debra Shaw por Dan Beleiu

Para nos guiar numa viagem onde nem tudo é o que parece, foi preciso ir até à golden age dos anos 90 - aquela onde as supermodelos foram criadas - e pedir aos deuses da Moda que Debra Shaw se encontrasse connosco.

Dizer que a vida de Debra Shaw foi – e é – extraordinária, é dizer pouco. Nasceu a saber que sempre quis fazer parte deste universo e depois de passar alguns anos a estudar design de Moda, decidiu passar do backstage para as passerelles e tentar a carreira de modelo. Com a experiência de algumas aulas no currículo, inscreveu-se num concurso chamado The Model of the Year em Newark, New Jersey, e ganhou o primeiro lugar que a levou diretamente até Paris.

Foi na capital europeia que começou a dar os seus primeiros passos mais a sério quando em 1992 fez o seu primeiro desfile de alta-costura para Paco Rabanne e depois Christian Dior, com Gianfranco Ferré. Acabou por se tornar musa e amiga íntima de John Galliano e, durante anos, foi um elemento central dos seus desfiles para a Christian Dior, porque para Shaw desfilar era como atuar sem um guião.

A sua energia enigmática levou-a a ser escolhida para momentos marcantes da Moda, como o desfile de Alexander McQueen em 1997, La Poupee, onde desfilou com uma estrutura que lhe prendia os movimentos, tornando-a quase uma espécie de boneca partida ou desconjuntada. De forma consciente e inconsciente, foi uma força disruptiva não só pela sua etnia como pela silhueta (longa como a de uma gazela ou a de uma chita) e pelo magnetismo artístico. Eventualmente, acabou por lançar ainda a sua carreira como artista de música, provando que é um espírito criativo em constante evolução, cujo poder de expressão é inesgotável. Hoje em dia continua a fazer o que de melhor sabe, ensinando modelos a desfilar e a trabalhar como consultora de Moda.

Veja o vídeo de uma das suas atuações memoráveis, em baixo. 

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK