Artigo Anterior

Kristen Stewart interpreta Jean Seberg numa biopic

Próximo Artigo

All together now, arte ao serviço da comunidade

Notícias 16. 4. 2020

"Christian Dior, Designer of Dreams”: uma viagem pelos bastidores da exposição

by Rui Matos

 

Ao longo de uma hora, não só nos vamos perder na história de sete décadas da maison francesa, como também vamos descobrir todo o processo por detrás desta exposição.

À medida que esta crise global continua, e nos é aconselhado ficar em casa, a cultura não é apenas bem-vinda, mas sim necessária. Qualquer iniciativa que nos faça viajar através do conforto de nossa casa é motivo para que os nossos olhos brilhem e a nossa mente se esqueça da dura realidade que enfrentamos. Com isso em mente, a Maison francesa disponibilizou no seu canal de YouTube um documentário que nos leva pelos bastidores da exposição Christian Dior, Designer of Dreams, que esteve patente no Musée des Arts Décoratifs, em Paris, entre julho de 2017 e janeiro de 2018, e no ano seguinte no museu britânico Victoria & Albert Museum.

Esta exposição, que se revelou um blockbuster das exposições de Moda, traça o percurso da Casa francesa desde a sua criação em 1947 - num período pós-Segunda Guerra Mundial, onde Christian Dior definiu a elegância feminina com o seu New Look - até à atualidade com Maria Grazia Chiuri, passando, claro, por todos os diretores criativos que sucederam o fundador: Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e Maria Grazia Chiuri. 

Com realização de Benjamin Wu, este documentário segue os curadores desta exposição, Florence Müller e Olivier Gabet, enquanto selecionam aquilo que vai ser exposto. Peças de Alta-Costura de arquivo, fotografias nunca antes vistas, esboços de Monsieur Dior, objetos, acessórios e ainda obras de arte de grandes mestres. Uma verdadeira viagem pelos mais de 70 anos da Maison francesa. 

“O Bar Suit é um ícone, não apenas para a Dior, mas para a História da Alta-Costura e da Moda”, afirma Müller em determinada cena. “É muito raro na Moda haver uma ruptura tão definitiva, uma revolução iniciada através de uma coleção.” Esta é um exemplo das várias histórias que temos oportunidade de ver e ouvir. Enquanto Müller nos dá uma perspetiva mais focada na Moda, Gabet explora a conexão entre o mundo da Arte e a Maison Dior através de artefactos e obras de arte que foram incluídas em Christian Dior, Designer of Dreams. Entre as obras de arte expostas estão peças do Egito - que acompanharam o emblemático desfile da primavera/verão de 2004 de John Galliano - e pinturas de Sterling Ruby - que fizeram parte do desfile de Alta-Costura do outono/inverno de 2012 de Raf Simons. 

É hora de preparar os cocktails e desfrutar desta viagem, sem preocupações.

Artigos Relacionados

Notícias 30. 3. 2020

Couture Renaissance: a importância da Alta-Costura

São como aves do paraíso no meio da selva urbana. As coleções de Alta-Costura, que duas vezes por ano destroem a ideia de que o mundo é um lugar de cínicos, são o que sobra de uma quimera chamada Moda. Mesmo quando tudo o resto colapsa, elas mantêm-se como prova viva de que a criatividade, e a excelência, não se regem pela pressa do século XXI.

Ler mais

Tendências 24. 3. 2020

As principais tendências para a primavera/verão 2020

Que o florescer desta primavera seja um sinal de esperança e otimismo para enfrentarmos a realidade que atualmente vivemos. Que esta nova estação seja, acima de tudo, um novo despertar.

Ler mais

Pessoas 23. 3. 2020

Para lá da tela: o guarda-roupa dos artistas

O que têm em comum Jean-Michel Basquiat, Yoko Ono, Robert Mapplethorpe, Louise Nevelson, Salvador Dalí e Louise Bourgeois? Um guarda-roupa que é tão digno de museu quanto as próprias obras.

Ler mais

Tendências 3. 3. 2020

O regresso do lápis preto nos looks de Beleza

Uma das tendências dos anos 90 está de volta e promete valer a pena em todas as manhãs em que corre contra o tempo.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK