Moda   Coleções  

Celine: primavera/verão 2019

29 Sep 2018
By Rui Matos

Este era o momento mais aguardado da Semana de Moda de Paris e na sexta-feira, 28 de setembro, Hedi Slimane dividiu opiniões e levou a internet ao rubro.

Era o momento mais aguardado da Semana de Moda de Paris e, na sexta-feira 28 de setembro, Hedi Slimane dividiu opiniões enquanto levou a internet ao rubro.

A última vez que vimos Slimane pisar a passerelle foi em março de 2016, altura em que apresentou a última coleção enquanto diretor criativo da Saint Laurent. O seu mandato fora polémico, assim como foram os seus anos na Dior Homme. Quando foi anunciado como sendo o sucessor de Phoebe Philo, em janeiro deste ano, gerou-se nova polémica. Não há como negar, apesar de Hedi Slimane ser um homem de poucas palavras, por onde quer que passe ninguém lhe fica indiferente. 

Celine 01. Paris La Nuit, assim foi intitulada a sua coleção de estreia na Maison francesa, que considera uma celebração da juventude parisiense. Antes do primeiro vestido - um mini dress com mangas em balão e padrão polka dot - fazer as honras da casa, tocaram os tambores da Guarda Republicana francesa para anunciar uma nova era, era essa totalmente disruptiva.

O preto pintou a maior parte dos coordenados, pelo meio surgiram apontamentos de cor em dourado, vermelho, verde, branco e prateado. Silhuetas estruturadas e marcadas, linhas retas, ombros exagerados e fatos unissexo, extaamente como todos os coordenados masculinos apresentados. “Os looks usados pelos modelos masculinos na passerelle são unissexo e vão estar disponíveis para mulheres”, pode ler-se no comunicado de imprensa. 

“A era Hedi Slimane na Celine teve um início muito semelhante à era de Hedi Slimane na Saint Laurent.”, disse Bridget Foley do WWD. “Este desfile Celine lembra-vos alguma coisa? Hedi Slimane na Saint Laurent”, escreveu Suzy Menkes num dos vídeos que partilhou durante o desfile. Estes foram dois exemplos das imensas comparações que surgiram no final desta apresentação. Terá sido esta coleção uma jogada para alcançar novos consumidores - uma camada mais jovem - ou será esta a estética indissociável do criador? Só o tempo trará respostas. 

Rui Matos By Rui Matos

Relacionados


Palavra da Vogue  

O que lhe reservam os astros para a semana de 16 a 22 de julho

16 Jul 2024

Opinião   Editorial  

Editorial | "Winners Never Quit", julho-agosto 2024

16 Jul 2024

Compras  

Test Drive | Protetores solares: Sol, a quanto obrigas

15 Jul 2024

Moda  

Open Call | (Mis)Fortune

14 Jul 2024