Beleza   Compras  

O melhor componente antienvelhecimento? Já é seu

05 Nov 2021
By Mariana Silva

Contra rugas podem não haver milagres, mas há uma patente - e é uma parceria entre a Caudalie e a Harvard Medical School.

Contra rugas podem não haver milagres, mas há uma patente - e é uma parceria entre a Caudalie e a Harvard Medical School. 

Será pela maioria sabido que, à medida que a idade aumenta, diminuiu a produção natural de colagénio e ácido hialurónico da nossa pele. Tal resulta numa perda de firmeza, geralmente visível através de rugas e linhas de expressão, que se tornam mais frequentes e mais acentuadas. É por isso que a rotina de cuidados de pele se deve ir adaptando às novas necessidades do nosso rosto - mas, neste caso, talvez a resposta seja bem mais simples do que imaginávamos. 

Por muito que os produtos antienvelhecimento sejam eficazes no combate aos primeiros sinais de perda de firmeza, nunca nada surtirá mais efeitos do que os componentes naturais que a nossa pele já produz. Ou seja, será difícil criar artificialmente algo que seja tão capaz de refirmar o rosto do que o colagénio que habitualmente já produzimos. Quem o confirma é a Caudalie que, estando consciente destes resultados, passou a centrar os seus esforços de investigação em descobrir como se poderia impulsionar a produção deste componente na nossa pele, em vez de o introduzir de forma artificial.

Assim Mathilde Thomas, fundadora da marca de Beleza, juntou-se à equipa da Harvard Medical School e ao Dr. David Sinclair, especialista em tratamentos anti-aging, para criar uma patente que viria dar origem à linha Resveratrol-Lift, a mais recente aposta da Caudalie no combate ao envelhecimento, onde se destaca o Creme Caxemira Redensificador. 

 

São três os principais componentes por detrás da nova fórmula. Primeiro, o potenciador de colagénio vegan - já que a maioria do colagénio introduzido nos produtos de Beleza é de origem animal, e a Caudalie procurou uma alternativa que respeitasse tanto a pele como o planeta - com origem em cascas de mogno colhidas no Burkina Faso, e que pretende refirmar e atuar sobre as várias camadas da pele. Depois, o ácido hialurónico, também de origem natural, obtido a partir de glucose de milho, que preenche as rugas e linhas de expressão. E, por fim, o resveratrol, fruto de sarmentos de videira colhidos em França, que estimula a atividade das proteínas responsáveis pelo aspeto jovem da pele. 

Após testes realizados em laboratório pela Caudalie em conjunto com a Harvard Medical School, esta combinação resultou numa produção natural de colagénio cinco vezes mais elevada do que os valores comuns, tal como o dobro da produção de ácido hialurónico. Tudo conseguido pela nossa pele, apenas auxiliada pelo Creme Caxemira Redensificador. 

Para além dos efeitos antienvelhecimento, há que destacar a textura suave do creme da gama Resveratrol-Lift que, com recurso a 97% de ingredientes de origem natural, consegue deixar a pele macia, não oleosa e com uma sensação muito confortável. Mas as fórmulas vegan e limpas da Caudalie não são a única preocupação ambiental da marca. Todos os produtos desta gama revelam embalagens 100% recicláveis, produzidas com materiais ecológicos, que diminuem a pegada carbónica da Caudalie em 40%. 

No fim de contas, o melhor componente antienvelhecimento já é seu. Falta agora usar os produtos certos para o impulsionar.  

Mariana Silva By Mariana Silva

Relacionados


Inspiring Women   Lifestyle  

Dia da mulher | 5 séries sobre mulheres, para todos

01 Mar 2024

Moda   Coleções  

MFW outono/inverno 2024 | Na Semana de Moda de Milão, o jogo de cadeiras não pára

29 Feb 2024

Tendências  

Nailed it

29 Feb 2024

Moda   Eventos  

PFW Backstage | Cecille Bahnsen

29 Feb 2024