Artigo Anterior

O outono/inverno de Ivy Park

Próximo Artigo

Maria/Maleta e Pedro Pedro: coleção cápsula junta as duas marcas portuguesas

Até sempre, Pierre Bergé

Notícias 8. 9. 2017

by Rui Matos

 

Formou dupla de ouro no universo da Moda ao lado de Yves Saint Laurent, lutou pelos direitos homossexuais e contribuiu para a promoção e produção da cultura e da arte. Morreu hoje aos 86 anos, em Paris, mas tão cedo não nos vamos esquecer de Bergé.

Bergé foi o empresário ambicioso, determinado, frio e muitas vezes polémico que pensou e executou todas as estratégias para o crescimento da marca homónima de Yves Saint Laurent. Namorou com o designer durante duas décadas até que se separaram no início dos anos 80, mas juntos formaram a dupla de ouro que o mundo da Moda inveja até aos dias de hoje. 

À parte da sua tumultuosa relação com o designer, Pierre era polivalente e circulou na política, tornou-se magnata dos media quando comprou uma parte do diário francês Le Monde e quando integrou a direção da revista Têtu. Na indústria da Moda, entre muitos marcos, conseguiu com que a Yves Saint Laurent fosse a primeira maison a entrar para a Bolsa de Valores, em 1989. 

Todo o sucesso e fortuna serviram de meio para se transformar num verdadeiro mecenas da arte e da cultura francesa: comprou obras para o Museu do Louvre e contribuiu para a renovação do Centre Pompidou. Adquiriu um dos edifícios históricos mais bonitos de Paris, o teatro Anthenée Louis-Jouvet, que mais tarde cedeu ao estado francês, em 1982.

Depois da morte de Yves Saint Laurent, em 2008, Bergé dedicou-se à preservação do legado de Yves Saint Laurent, digitalizou todos os arquivos, foi responsável pela produção de um documentário sobre o relacionamento que manteve com Yves e acompanhou de perto um filme biográfico sobre a vida e obra do designer. 

Começou, em 2015, a planear a abertura de dois museus dedicados à obra de Saint Laurent - era um dos seus últimos projetos - que serão inaugurados neste outono: um em Paris e outro na cidade marroquina Marraquexe. 

A morte de Pierre Bergé foi anunciada esta manhã através da página oficial da sua fundação, informando que Bergé morreu vítima de doença prolongada na sua casa, na cidade de Saint-Rémy-de-Provence.

 

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK