Artigo Anterior

5 produtos que a editora de Beleza adorou esta semana

Próximo Artigo

Tyler, The Creator colabora com a Converse

Privado: Blanca Miró

Pessoas 9. 6. 2017

by Rosário Mello e Castro

 

Cada post de Instagram que publica é uma história maior do que o look do dia, uma amostra do seu mundo para os seus mais de 145 mil seguidores. Influencer, stylist e um dos rostos da Mango que conhecemos no Primavera Sound de Barcelona, Blanca Miró gosta de pensar em grande – e não estamos só a falar em roupa.

Blazer azul oversized, vestido floral oversized, óculos oversized – Blanca Miró adora brincar com os volumes e elas adoram-na de volta, mesmo se a sua estatura pequena pudesse indicar o contrário. É a cultura das influencers a lembrar-nos que a Moda desceu do pedestal para vestir personalidades e corpos diferentes, dizer-nos que a Beleza se tornou mais abrangente e que a próxima it girl pode estar mesmo ao nosso lado. Blanca Miró vive em Barcelona, onde se sentou à conversa com a Vogue Portugal, mas viaja à volta do planeta, pelas ligações que estabeleceu com várias marcas, mas também para trabalhar em styling, o talento que quer verdadeiramente afirmar. 

Nasceu em Barcelona, mas a sua mãe é italiana – como é que estes dois países influenciaram o seu estilo?

A minha mãe é designer de interiores e isso influenciou muito o meu gosto. Ela sempre gostou muito de Moda e esse lado estético esteve sempre muito presente em minha casa. Cresci num ambiente super criativo. Via a minha mãe no toucador ou no closet e foi assim que comecei a experimentar as peças e os acessórios dela.

Foi um dos pontos de partida para olhar para a Moda como uma possível carreira? Sim, quando comecei o meu Instagram, publicava fotografias minhas e dos meus amigos, foi uma coisa natural. Entretanto estudei Marketing  e Comunicação de Moda e comecei a trabalhar com pequenas marcas até chegar onde estou hoje, com várias etiquetas internacionais.

Como descreveria o seu guarda-roupa? Gosto muito da experiência de ir às compras e encontrar peças únicas. Compro muito online, mas, especialmente quando viajo, gosto de procurar roupa e acessórios diferentes, óculos grandes, sapatos diferentes, os acessórios são a minha parte favorita de um look.

Quais são as suas marcas e designers favoritos? Alexander Wang, Helmut Lang, Chanel, Miu Miu e Mango, claro. Mas adoro encontrar peças especiais em diferentes marcas, mesmo que não tenham a ver comigo.

Qual foi a última peça que comprou? Uma carteira da Gucci.

Quais são as peças mais especiais do seu closetUns saltos em veludo verde e com padrão zebra da Dries Van Noten.

Como é que escolhe a roupa que vai vestir de manhã: é de planear ou de se deixar ir pelo moodDepende mesmo de como me sinto, se quero vestir peças confortáveis ou um look mais sexy. Sinto-me super sexy com uma peça oversized e uns rasos, na verdade quase nunca uso saltos. Adoro ténis e gosto de ser natural.

Qual foi o melhor conselho de estilo que já recebeu? A minha mãe sempre me disse para não usar peças demasiado largas ou compridas, mas com se vê é um bom conselho que nunca segui. Se nos vestirmos com atitude, podemos usar o que quisermos.

O seu Instagram é super criativo, cada post conta uma história como se fosse um editorial de Moda. Quria fugir daquela ideia do look do dia? Sim, completamente quero fazer coisas que vão além disso, até porque é um tipo de post que se torna muito aborrecido. Se eu seguir alguém que mostra apenas o que está a vestir, claro que vou fazer unfollow. Tento sempre aproveitar as minhas viagens para mostrar mais, as ideias são todas minhas. Mesmo quando sou fotografada para revistas ou sites, faço o meu próprio styling, assim posso mostrar a minha personalidade.

Qual é o próximo passo? Bom, neste momento, estou a descobrir o que é trabalhar em Moda. Amanhã, por exemplo, vou fazer um editorial de Moda como stylist, vou vestir outra pessoa, e comecei há pouco tempo a fazer montras. Não me importo nada de estar atrás das câmaras. Gosto de estar dos dois lados, de ser inspiradora no Instagram e de trabalhar behind the scenes

Tem 145 mil seguidores, mas quem gosta mesmo de seguir? Gosto de seguir it girls e pessoas ligadas à Moda, mas também personalidades de outras áreas que me inspiram. Gosto da Alice Dellal, porque é muito diferente, e de seguir modelos, como a Daria ou a Freja Beha. Gosto de seguir pessoas diferentes, não gosto de seguir aquelas páginas demasiado comerciais – quando és diferente tens menos seguidores.

Quais são as suas cidades favoritas? Para além de Barcelona, gosto de  Londres e Paris. Mas tenho sempre saudades de Barcelona, pela vida da cidade, pela luz, por tudo. 

Coop Chopard

Artigos Relacionados

Pessoas 20. 6. 2017

Privado: Chiara Capitani

A Vogue esteve em Barcelona e conheceu Chiara Capitani pela mão da Mango, a marca que a veste.

Ler mais

Pessoas 6. 6. 2017

Privado: Daria Malygina

Chamam influencers às miúdas com milhares de seguidores no Instagram, mas Daria Malygina recusa-se a encaixar no rótulo.

Ler mais

Pessoas 5. 5. 2017

Privado: Veronika Heilbrunner

Veronika Heilbrunner não só poderia dar um workshop sobre como usar vestidos, como fundou um dos sites mais cool do momento

Ler mais

Pessoas 15. 9. 2016

Privado: Freja Beha Erichsen

É a musa da nova campanha para o inverno da coleção Studio da H&M.

Ler mais

Pessoas 6. 9. 2016

Privado: Ann-Sofie Johansson

Na semana em que chega às lojas (e online) a nova coleção Studio da H&M, apresentada na última semana de Moda de Paris, quisemos saber com que linhas se cose o universo criativo de Ann-Sofie Johansson, consultora criativa da marca sueca.

Ler mais

Pessoas 5. 8. 2016

Privado: Marta Gonçalves

No quarto de pé direito infinito, teto bordado a estuque e um minimalismo entre a estética nórdica e o amor nipónico, esperava-nos Marta Gonçalves.

Ler mais