Marine Serre é a vencedora do prémio LVMH 2017


Delphine Arnault, diretora da Louis Vuitton, Jean-Paul Claverie, conselheiro de Bernard Arnault
, Pierre-Yves Rousse, presidente do grupo LVMH, e Maria Grazia Chiuri, diretora criativa da Dior, atribuíram a vitória à designer francesa, que se torna assim a grande vencedora de um dos prémios mais importantes para jovens criadores. 

Marine Serre é a vencedora do prémio LVMH 2017


Delphine Arnault, diretora da Louis Vuitton, Jean-Paul Claverie, conselheiro de Bernard Arnault
, Pierre-Yves Rousse, presidente do grupo LVMH, e Maria Grazia Chiuri, diretora criativa da Dior, atribuíram a vitória à designer francesa, que se torna assim a grande vencedora de um dos prémios mais importantes para jovens criadores. 
19 Jun 2017 • 13 36 H



Foi conhecido na passada sexta-feira o novo vencedor da 4º edição dos prémios LVMH, um galardão que pretende ajudar e reconhecer jovens designers com menos de 40 anos, e que já tenham desenhado no mínimo duas coleções ready-to-wear para homem ou mulher.

Este ano foram selecionados cerca de 21 semifinalistas que apresentaram as suas coleções em frente a nomes como Emmanuelle Alt, diretora da Vogue Paris, Karl Lagerfeld ou Kendall Jenner. Na final, apenas oito designers foram escolhidos para mostrar as suas criações, e a grande vencedora foi a francesa Marine Serre, que se destacou segundo os membros do júri pelo talento e forma pragmática como vê as peças, com uma coleção onde a sustentabilidade, o romantismo e o feminismo combinam na perfeição.

A genialidade da criadora não é de agora. Marie Serre tem no seu historial casas como Alexander McQueen ou Maison Martin Margiela, e fez ainda parte da equipa de designers como Matthieu Blazy ou Raf Simons, com quem trabalhou para a última coleção do criador na Casa Dior. Por esta vitória, Serre recebeu um prémio no valor monetário de 300 mil euros e, ainda, a oportunidade de ser acompanhada por mentores da equipa da LVMH durante um ano, para lançar o seu próprio negócio. 

Nesta que é já a 4º edição dos prémios que decorrem desde 2014, o júri entregou ainda um prémio especial ao jovem designer Kozaburo Akasake, pela sua criação que honra a herança japonesa, e ainda um galardão monetário e um estágio nas casas Louis Vuitton, Kenzo e Céline a três criadores que se destacaram nos cursos de design de Moda nas escolas da Central Saint Martins, Aalto University e La Cambre.  

 

pub
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo