Artigo Anterior

Festival de Cinema de Veneza 2018: a Beleza

Próximo Artigo

Childhood memories

Tendências 19. 9. 2018

Pixie Chicks

by Mónica Bozinoski

 

Existe algo mais cool do que um corte pixie, que segue a velha máxima de short hair, don't care, num manifesto entre rebeldia e elegância? A resposta é sim, e está traduzida em 25 cortes pixie, da eterna Twiggy à it girl Zoë Kravitz.

©Getty Images

Nasceu a 19 de setembro de 1949, nos subúrbios da cidade de Londres. Na época, a rapariga que viria a tornar-se aquela que muitos consideram a primeira supermodelo da história, ainda respondia pelo nome Lesley Lawson - e assim seria até meados dos anos 60, altura em que Nigel Davies convenceu a jovem a transformar-se em Twiggy, uma referência ao seu nickname de infância, Twigs. 

A silhueta petite, o rosto de uma boneca de porcelana com traços ligeiramente andrógenos, as sardas naturais e os olhos intensamente esbugalhados tornaram-se sinónimo de um dos nomes mais influentes da indústria da Moda nos anos 60. As gerações que se seguiram não perderam o encanto por Twiggy, e transformaram a modelo britânica numa inspiração de Beleza eterna, das pestanas volumosas e desmedidas ao floating crease eyeliner, nome pelo qual ficou conhecida a linha gráfica que se pinta entre a linha das pestanas e as sobrancelhas. 

A influência de Twiggy no mundo da Beleza, contudo, não se deixou ficar apenas pela maquilhagem. O pixie cut em tons de loiro, que emoldurava o rosto da modelo britânica desde 1966, tornou-se numa das suas características mais icónicas e intemporais. A prova disso não está apenas no facto de o pixie ser um dos cortes mais desejados da estação fria, mas também na lista de nomes sonantes que o adotou como manifesto de liberdade, rebeldia, elegância e feminilidade. 

Na sétima arte, o pixie cut é sinónimo de libertação em Roman Holiday, a longa-metragem de 1953 que deu a Audrey Hepburn o seu primeiro Óscar - e, a todas as mulheres do planeta, o desejo desmedido de pegar na tesoura e apostar num comprimento curto ao estilo da sua personagem, Princesa Ann. Quinze anos depois, foi a vez da atriz Mia Farrow exibir um invejável pixie em Rosemary's Baby. O corte é tão icónico que, cinco décadas mais tarde, ainda gera 421 mil resultados no Google. 

De Madonna nos anos 80 a Linda Envangelista nos anos 90, passando pelos cortes inesquecíveis de Anne Hathaway ou Halle Berry no virar do milénio, e de adeptas mais recentes como Kristen Stewart, Kate Hudson ou Zoë Kravitz, o pixie cut continua a ser tão cool hoje como no dia em que Twiggy mostrou ao mundo o poder feminino que um corte tipicamente masculino pode ter. 

Artigos Relacionados

28. 8. 2018

Segunda temporada

Os anos 90 estão de regresso para nos dar a volta à cabeça. Literalmente.

Ler mais

Tendências 20. 8. 2018

Cut it out

Com a nova estação quase à porta, reunimos cinco tendências de corte que vão estar no centro das atenções quando as temperaturas descerem.

Ler mais

Tendências 6. 8. 2018

Bobs have more fun

É o corte mais original da estação? Claro que não. Mas é o corte que queremos usar quando as temperaturas altas atingem o pico? Claro que sim.

Ler mais

Tendências 3. 8. 2018

Baby you're so classic

Do olhar hipnotizante de Twiggy aos clássicos lábios vermelhos de Marilyn Monroe, reunimos seis looks de Beleza icónicos para recriar hoje, e sempre.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK