Artigo Anterior

MPL’beauty: a história da marca portuguesa de cosméticos naturais

Próximo Artigo

Half Magic: a linha de maquilhagem de Euphoria

Notícias 20. 4. 2022

Off-White lança marca de Beleza

by Celia Ellenberg

 

Tudo o que precisa de saber sobre a nova linha sem género e para todas as idades.

© Fotografado por Alessia Gunawan / Cortesia de Off-White

Com um dos castings mais surpreendentes entre os desfiles de outono, que contou com um grupo de supermodelos (Cindy, Naomi, Amber, Helena) e um ícone (Serena Williams) - já para não falar da primeira fila, onde se encontrava Rihanna no seu estado pleno de gravidez - algumas das melhores partes do último desfile de Virgil Abloh para a Off-White podem acabado por não ter sido tão faladas. Mas os espectadores mais atentos do desfile em Paris, ou aqueles que assistiram à transmissão em direto num dos ecrãs que a empresa-mãe da Off-White, o New Guards Group, instalou em 100 montras da capital francesa (um esforço de democratização conseguido em lojas, barbearias, farmácias, etc.), provavelmente repararam nos códigos de barras que a maquilhadora Cécile Paravina estampou em algumas bochechas, ou nos piercings trompe l’oeil néon que a equipa aplicou nos bastidores.

E isso não é nada em comparação com as tatuagens faciais usadas por Kendall Jenner, Kaia Gerber, e Grace Naa Ayorkor Quaye. O rabisco em cursivo na bochecha de Jenner permitia ler simplesmente “Babe,” e – tal como nas pequenas histórias contadas na descrição do desfile para cada um dos looks high-fashion desenhados por Abloh – o sticker tem uma história: Tinha uma textura semelhante a veludo, e tinha sido cortado à mão num pequeno atelier, e a sua referência ao luxo industrial estava no núcleo da Off-White Paperwork, o novo projeto de Abloh que estreou postumamente na passerelle

© Cortesia de Off-White

Partindo da ideia de uma tela em branco que estimulasse a criatividade, Abloh descreveu a Paperwork como “outro quadro, outra superfície para a expressão pessoal” antes da sua morte no outono passado. Durante a criação daquele que foi o seu último trabalho para a marca inovadora, o designer utilizava muitas vezes a metáfora de uma caixa de areia: Quando és criança, colocam-te numa caixa de areia e são-te dadas as ferramentas para, com a tua imaginação, criares quaisquer que sejam os elementos que te venham à cabeça – formas, padrões, estrutura.

Abloh via a abordagem inovadora da Paperwork, que é lançada hoje em exclusivo em Off---white.com e em Farfetch.com, como uma “caixa de ferramentas” que permite interpretações individuais da Beleza: a categoria Olfactive ID contém quatro fragrâncias, que foram chamadas de Solutions e numeradas de 1 a 4; Imprint é composta por seis sticks de pigmento em cores primárias que deslizam quando entram em contacto com a pele, antes de se fixarem graças a uma nova tecnologia, tal como Template, uma coleção de carimbos para “marcar” o rosto e o corpo; e Color Matter, uma linha de seis vernizes com acabamentos inovadores, incluindo Decode, um verniz branco com uma fórmula self-cracking, que se assemelha a betão partido.

© Cortesia de Off-White

Ao enfatizar tanto forma como função – algo que era muito importante para Virgil Abloh, cujo background passava por engenharia e arquitetura – estes produtos têm um forte caráter utilitário, uma disrupção face ao que tipicamente associamos à maquilhagem e aos perfumes. (A embalagem dos sticks com cor, por exemplo, foi desenhada de modo a que o utilizador tenha um maior controlo.) Não dar nomes às fragrâncias foi duplamente intencional para garantir que o consumidor não é influenciado para pensar, ou sentir, algo predefinido quando as coloca. Existem, no entanto, certos estados de espírito – ou “vibes”, na linguagem da Off-White – associados a cada uma, incluindo o odor cítrico da Solution 1, que representa um regresso aos clássicos desportivos dos anos 90, ou o destaque providenciado pelos contrastes sentidos na Solution 2, que mistura folhas de tangerina, vetiver, gengibre e madeiras para um efeito polarizador, mas igualmente viciante. As suas garrafas pesadas foram esculpidas a partir de vidro industrial feito em Itália por Bormioli e fechadas com válvulas em vermelho vivo, réplicas das pegas encontradas em fábricas.

O design multi-uso da coleção Imprint foi pensado de forma a não influenciar o consumidor, para que um jovem skater de 16 anos possa fazer algo completamente diferente em comparação com o que um cliente septuagenário faria, que é precisamente um dos objetivos de criar uma linha sem género e para todas as idades. “Falámos muitas vezes em criar produtos centrados no impacto, e em iniciar uma conversa, não um monólogo, com a nossa audiência,” diz Davide De Giglio, CEO e presidente do New Guards Group, que explica como expandir-se para o setor da Beleza já fazia há algum tempo parte da visão de Abloh para a Off-White.

De Giglio, que esteve presente no desfile em Paris em março sentado entre a multidão de amigos, família e colegas de Virgil Abloh, admite que foi difícil ver mais de dois anos de trabalho chegar ao fim sem a presença do designer visionário. “Foi difícil não sentir uma certa amargura por estarmos a viver um momento tão importante sem ele.” Mas à medida que a Paperwork evolui ao lado de outras marcas de Abloh – e sem um parceiro de licenciamento (o New Guards Group criou um negócio de Beleza separado para manter a produção dentro da empresa) – irá também tornar-se parte do imenso legado que Abloh deixou para trás.

Artigos Relacionados

Entrevistas 14. 4. 2022

Ajak Deng: “Sempre fui muito vocal quanto às minhas frustrações raciais nesta indústria”

Protagonista de uma das capas da edição de abril da Vogue Portugal, Ajak Deng falou sobre o seu percurso de supermodelo, com todos os seus altos e baixos.

Ler mais

Notícias 8. 4. 2022

MPL’beauty: a história da marca portuguesa de cosméticos naturais

Sob o lema “cuidar de dentro para fora”, Mafalda Pinto Leite tem feito grandes avanços no setor da Beleza natural.

Ler mais

Notícias 6. 4. 2022

Como tornar a indústria da Beleza mais inclusiva

Há cada vez mais campanhas de publicidade cujos protagonistas têm rugas, ou sardas, ou vestígios de estrias e celulite. Há cada vez mais marcas de maquilhagem e cosmética que abraçam a diferença, criando produtos pensados para todas as peles. Mas quererá isso dizer que a indústria da Beleza é inclusiva? Apesar de muitos avanços, a verdadeira mudança ainda não aconteceu.

Ler mais

Palavra da Vogue 5. 4. 2022

O que lhe reservam os astros para a semana de 5 a 11 de abril

A astróloga Alice Bell tem previsões de amor, dinheiro, carreira, estilo e muito mais, todas as terças-feiras em Vogue.pt.

Ler mais

Curiosidades 29. 3. 2022

Ways of seeing: o corpo como objeto

Onde todos veem um corpo, alguns veem um objeto.

Ler mais

Tendências 28. 3. 2022

Os melhores looks de Beleza dos Óscares 2022

Nem só de vestidos glamorosos se fez a passadeira vermelha da 94ª edição dos Óscares.

Ler mais