Artigo Anterior

Women, Leather and Paradise

Próximo Artigo

A evolução dos óculos de sol

Tendências 23. 5. 2019

Dar o corpo ao manifesto

by Vogue Portugal

 

Quando Ericka Hart nasceu, nasceu ativista. Não saiu literalmente do útero com um punho em riste, mas nasceu negra, queer, sagitariana, com todas as perguntas entaladas na garganta e uma sede de perceber o mundo. Ericka nasceu ativista e só o percebeu mais tarde, com um cancro da mama bilateral e um espaço em branco no lugar de respostas. Hoje, como ativista, educadora sexual, modelo e escritra, é ela que as dá. 

Fotografia de Arale Reartes. Realização de Jèss Monterde.

 



Vestido, Laurence & Chico. 

 


Vestido, Laurence & Chico. 


Vestido, Marc Jacobs. 

 




Vestido, Laurence & Chico. 

 

 

A entrevista a Ericka Hart é para ler aqui.

 

Ficha Técnica

Realização: Jèss Monterde @ Bernstein & Andriulli
Modelo: Ericka Hart
Maquilhagem e cabelos: Rebecca Alexander @ See Management com produtos AJ Crimson e Oribe
Assistente de fotografia: Dennis Tejero
Assistente de realização: Shoji Sano

Editorial originalmente publicado na edição de Maio 2019 da Vogue Portugal

Artigos Relacionados

Tendências 12. 12. 2019

Twin Souls

Não, não está a ver a dobrar. Nem a triplicar. Um mais um é (mesmo) igual a 26 pares de gémeos.

Ler mais

Vídeos 6. 12. 2019

Red, white & Grinch

Desliguem-se as gambiarras, dispensem-se os enfeites natalícios, embrulhem-se os pedaços de carvão.

Ler mais

Tendências 15. 11. 2019

Hide & Seek

De mãos dadas, os braços entrançados, as faces encostadas.

Ler mais

Tendências 15. 11. 2019

Terra Nova

Um feliz acidente leva-nos até uma ilha mágica.

Ler mais