Artigo Anterior

#CNILux Dia 1: Uma visão disruptiva do luxo

Próximo Artigo

#CNILux Dia 1: A ligação lusófona

Notícias 19. 4. 2018

#CNILux Dia 1: Federico Marchetti nas possibilidades ilimitadas do Online

by Alice Newbold

 

O fundador do Yoox prevê que a Inteligência Artificial irá mudar o e-commerce ao oferecer a todos os consumidores uma homepage personalizada.

Federico Marchetti no palco da CNI Luxury Conference 2018, em Lisboa ©Indigital

Federico Marchetti, fundador do Yoox e diretor executivo do Yoox Net-A-Porter Group, revolucinou a indústria ao ligar a Moda à Internet, duas palavras que eram, em tempos, muito distantes uma da outra. No ano de 2002, em Milão, fundou o Yoox com base na ideia de que conseguiria convencer os designers a venderem as suas peças de final de estação com um desconto online. Lançado meses antes do Net-A-Porter, o Yoox (o y e o x representam os cromossomas masculinos e femininos no ADN e os dois o o código binário da informática) foi colocado em segundo plano quando comparado com as proporções do projeto de Natalie Massenet. 

Em 2015, a fusão do Yoox e do Net-A-Porter, orquestrada por Marchetti e Johann Rupert, Presidente do Conselho de Administração do Richemont, foi um passo que revolucinou a Moda e o e-commerce, que prometeu, uma vez mais, alterar os paradigmas da indústria. Na altura, Marchetti confessou à imprensa: "Juntos, temos intenções de expandir os nossos sucessos combinados e a amplitude da indústria, ao fortalecer as parcerias com as marcas de luxo líderes e dominar um significativo potencial de crescimento nunca antes explorado.".  

Agora, três anos depois, Marchetti conta a Suzy Menkes como o YNAP irá modelar o futuro do comércio de luxo. 

Para Marchetti, o sucesso está em persuadir e compreender a próxima geração de consumidores de luxo. Ele explica o processo através de quatro pontos essenciais: localização, inspiração, personalização e móvel. 

Primeiro, a localização: "Os consumidores querem ler sobre Moda nas suas línguas nativas, mas isso não é suficiente. Eles querem sentir-se inspirados na sua língua nativa, através de conteúdos em plataformas de comércio.". O número de visitantes do YNAP através do Porter Digital triplicou em comparação com aqueles do The Edit, há três anos atrás. 

Em seguida, a relação pessoal entre comerciante e consumidor. As estatísticas mostram que maior parte dos consumidores fazem compras por eles mesmos, e um quarto das vendas do YNAP são fruto de personal shoppers mas, muito em breve, a Inteligência Artificial irá tornar a experiência de compra muito mais exclusiva. Marchetti prevê que a Inteligência Artificial será o fim da homepage tradicional, à medida que cada consumidor terá a sua própria homepage através da aplicação. Os dispositivos móveis irão tornar tudo isto numa realidade: 1 bilhão de euros das vendas são feitas em dispositivos móveis, e 500 milhões de euros em aplicações nativas, anualmente. 

"A partir do momento em que conheces o teu consumidor, tudo é possível", disse Marchetti. "Não existe nada que consiga limitar aquilo que os teus consumidores podem gastar ou comprar.".  

A quarta edição da conferência anual Condé Nast International Luxury Conference em Lisboa acontece nos dias 18 e 19 de abril. Para mais informações, visite www.cniluxury.com/2018

 

Artigos Relacionados

Notícias 19. 4. 2018

#CNILux Dia 1: Maria Grazia Chiuri fala sobre o empowerment feminino na Dior

A Diretora Criativa da Casa francesa conversou com Suzy Menkes sobre canalizar o espírito do fundador Christian Dior e inspirar as mulheres mais jovens.

Ler mais

Notícias 19. 4. 2018

#CNILux Dia 1: Christian Louboutin fala sobre o equilíbrio entre o artesanal e industrial

O rei dos sapatos conversou com Suzy Menkes sobre como começou o processo de criar para os consumidores masculinos, e o porquê da expansão para os produtos de beleza.

Ler mais

Notícias 18. 4. 2018

#CNILux Dia 1: Sophie Hackford: Luxo e Inteligência Artificial

A futurista explica como, em breve, as marcas irão contar com bots nas suas equipas.

Ler mais

Notícias 18. 4. 2018

#CNILux Dia 1: Como acompanhar uma nova geração sempre em movimento

Alexandre Arnault, o Co-CEO de 25 anos da Rimowa, defende que as redes sociais redefiniram o desejo por novos produtos.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK