Artigo Anterior

Welcome to Hollywood

Próximo Artigo

Samantha Jones em 20 frases

Curiosidades 16. 8. 2018

Aretha, até sempre

by Rui Matos

 

Hoje, despedimo-nos de Franklin, mas apenas fisicamente. Para a posterioridade temos o seu legado musical para relembrar a grandiosidade de um ícone transversal a gerações. 

© Getty Images

A notícia foi avançada à Associated Press pela agente da cantora norte-americana. “A causa oficial da morte de Aretha Franklin foi um cancro avançado no pâncreas do tipo neuroendócrino, confirmado pelo seu oncologista, Philip Phillips, do Karmanos Cancer Institute”, é possível ler na declaração da família, citada no Jornal de Notícias e difundida pela AP. 

Em 2017, anunciou a sua retirada dos palcos, embora mantivesse o seu trabalho em estúdio e estivesse disponível para performances especiais, como foi o caso do 25º aniversário da fundação do músico britânico Elton John, a Elton John Aids Foundadtion, que decorreu em novembro desse ano. Viria a ser por ser a última atuação da cantora. 

Uma carreira com cerca de seis décadas, que lhe valeu 18 Grammys (a estatueta mais respeitada da indústria) e sucessos globais como Respect, You make me feel like a natural woman e I Say a Little Prayer. Ficou também conhecida pelo seu ativismo na defesa dos direitos civis, no feminismo e na igualdade racial. É por muitos considerada a Rainha do Soul. 

Aretha influenciou gerações e, em jeito de homenagem, reunimos 12 curiosidades que talvez não saiba sobre esta força da natureza: 

1. Foi mãe pela primeira vez em janeiro de 1955, com apenas 15 anos. Dois anos depois, chegava o segundo filho. 

2. Em 1967 arrecadou o primeiro Grammy da sua carreira. 

3. Fez história quando, na mesma noite, levou para casa dois gramofones de ouro: Melhor Performance Vocal Feminina de R&B e Melhor Canção de R&B. 

 

4. O medo de viajar de avião fez com que recusasse muitos concertos e digressões. Ptesiofobia é o nome desta fobia. 

5. Aretha foi a primeira mulher afrodescendente a ser capa da revista norte-americana Time, feito que aconteceu na edição de junho do ano de 1968. 

6. Em 2008, a Rolling Stone concedeu-lhe o título de maior cantora de todos os tempos. 

7. Começou a cantar no coro da igreja, local onde o seu pai era pastor, em Detroit. 

8. Respect, composta por Otis Redding, foi a música que lhe rendou o primeiro lugar no top das tabelas musicais. 

9. Com 14 anos gravou a primeira música gospel. 

10. Aretha era madrinha da cantora Whitney Houston, que morreu em 2012. 

11. Em 1986, a sua voz foi declarada como património nacional dos Estados Unidos da América. 

12. A cantora norte-americana foi a primeira mulher a entrar para o Hall of Fame do Rock and Roll, em 1987.

Artigos Relacionados

Tendências 3. 8. 2018

Baby you're so classic

Do olhar hipnotizante de Twiggy aos clássicos lábios vermelhos de Marilyn Monroe, reunimos seis looks de Beleza icónicos para recriar hoje, e sempre.

Ler mais

Curiosidades 1. 8. 2018

Diz-me que perfume usas

E dir-te-ei quem és. Do L'Air de Rien de Jane Birkin ao L'Ombre dans L'Eau de Lauren Bacall, estas são as fragrâncias icónicas de doze mulheres igualmente memoráveis.

Ler mais

Pessoas 20. 12. 2017

Rebeldes com causa

Na Vogue de janeiro, aplaudimos os ícones de estilo do passado que moldaram o futuro, agora presente. Hoje, acrescentamos nomes à lista, numa galeria que - esperemos - esteja em (r)evolução constante.

Ler mais

Pessoas 1. 9. 2017

Sade, o símbolo de um estilo intemporal

Entre os inúmeros ícones de estilo que surgiram na década de 80, Sade foi uma das artistas mais elegantes e visionárias da época.

Ler mais

Este website utiliza cookies. Saiba mais sobre a nossa política de cookies.   OK