Portefólio: Taylor Hill


A versão bombshell de Audrey Hepburn foi descoberta num celeiro e, de repente, tornava-se na mais nova modelo da Victoria’s Secret.

Portefólio: Taylor Hill


A versão bombshell de Audrey Hepburn foi descoberta num celeiro e, de repente, tornava-se na mais nova modelo da Victoria’s Secret.
01 Dez 2016 • 09 38 H

Não foi de repente, não foi sem mérito, nem tão pouco foi num celeiro qualquer. Taylor Marie Hill nasceu a 5 de março de 1996, em Palatine, Illinois. Depressa se mudou para Granby, no Colorado, onde costumava ir com a família a um rancho vizinho para andar a cavalo.


Foi precisamente numa dessas incursões que foi descoberta. Tinha 14 anos, era gozada no liceu por ser demasiado alta, magra, estranha, com óculos e cabelo um tanto ou quanto anárquico. Por isso, quando Jim Jordan – um agente que é também fotógrafo de Moda e estava, nesse dia, numa produção no rancho – a abordou, Hill não percebeu. Nunca tinha pensado em ser modelo, e fazer do seu aspeto físico um modo de vida parecia-lhe impensável.


Mas aceitou, com entusiasmo e sem desconfiança, pronta para quebrar as algemas da baixa autoestima. Os primeiros trabalhos, qual filme de domingo à tarde, trouxeram-lhe mensagens de apoio dos mesmos colegas que, até há poucos meses, haviam feito de Hill o querido alvo de troça. Tudo isto ficou para trás em muito pouco tempo: um ano depois já fotografava para a Nasty Gal e 2013 trouxe-lhe a conquista derradeira das passerelles internacionais. Taylor tornava-se no rosto da Intimissimi, na cara da Forever 21 e desfilava para nomes como Blugirl, DKNY, Ralph Lauren, Vivienne Westwood ou Rachel Zoe.


Assinava com a IMG Models e caía-lhe no colo do corpo tonificado pela ginástica que praticou a vida inteira o contrato com a Victoria’s Secret. No mesmo ano, figurava no casting de Elie Saab, Versace ou Kenzo, enquanto a carreira explodia. Era mencionada no Top Newcomers do Models.com e dividia-se entre Nova Iorque, Londres, Milão e Paris.


Recebeu as asas da marca de lingerie em 2015. Ficou pronta para navegar por outros céus.




pub
Faltam 300 caracteres
Ana Rita Alves   23:07 - 10-11-2015
00
Cláudio Nunes !
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo