Portefólio: Sara Sampaio


Dos 16 aos 25, foi de miúda de Leça da Palmeira a poster de honra da Moda nacional.

Portefólio: Sara Sampaio


Dos 16 aos 25, foi de miúda de Leça da Palmeira a poster de honra da Moda nacional.
01 Dez 2016 • 09 00 H



Estávamos em 2007. Sara Pinto Sampaio gostava de representar e decidiu participar no concurso Cabelos Pantene. Ganhou. Só que os flashes guiaram-lhe a carreira noutros moldes. Desenvolveu um romance estável com a lente fotográfica – quase literalmente porque, até hoje, Sampaio afirma peremptoriamente que o truque para a expressão desarmante que consegue em fotografia se deve ao facto de olhar para a câmara e imaginar o homem que quer seduzir – e passou o ano seguinte a trabalhar para vários catálogos e campanhas publicitárias.

Aos 18 anos muda-se para Lisboa, sozinha. Em parte pelo currículo de Moda cada vez mais preenchido, por outro lado pelo curso de Matemática Aplicada que começava a frequentar, na Universidade de Lisboa. Não o terminou, porque a ambição a enviou dois meses para Londres e nove meses para Paris. Fez castings atrás de castings até chegar onde queria.

Nova Iorque torna-se pouco tempos depois a sua casa. As visitas esporádicas tornam-se na morada permanente e o código postal americano dá-lhe acesso a mais oportunidades. 2010 coloca-a, pela primeira vez, nas páginas da Vogue Portugal (nas edições de janeiro, abril e setembro) e no fim do ano é fotografada para a edição espanhola.

Meses depois, é um dos anjos da campanha da Axe, qual premonição de sonho cumprido quando assina pela Victoria’s Secret, em 2013, atingindo o estatuto divino no ano seguinte. Mas antes disso, já havia sido colocada num pedestal pela Calzedonia que, desde 2012, renova um contrato visível em cada outdoor, autocarro ou estação de metro do mundo inteiro.

Em Nova Iorque, os relógios não dormem. A carreira explode, as campanhas sucedem-se, os prémios acumulam-se – Globos de Ouro, Fashion Awards e Rookie of the Year da Swimsuit Issue da Sports Illustrated, em 2014. As comparações com Irina Shayk e Adriana Lima diminuem, e Sara Sampaio conquista um lugar ao sol por entre os arranha-céus da selva de betão. Não só graças aos olhos penetrantes, aos lábios libidinosos, ao corpo que sabe moldar ao capricho do dia. Pode ser um homem para a DSection ou uma fantasia para a GQ.

Sara posou para duas capas da Vogue Portugal, na edição de aniversário de 2015, o mesmo ano em que conquista finalmente o título de Anjo da marca de lingerie Victoria's Secret. Abrem-se mais portas, janelas e novos caminhos que a guiam até Paris onde desfila pela primeira vez para a casa Balmain. Já percebemos que Sara nasceu para voar cada vez mais alto, de Anjo sexy da Victoria's Secret a princesa da Tommy Hilfiger, a mulher feita em Elie Saab. 

A quantidade de nus que tem no currículo é, por si só, uma afirmação de poder, resultado da luta que travou pela construção da confiança, pela entreajuda dos cromossomas XX, Sara defende que devemos tentar apenas ser a melhor versão de nós próprios. É é por isto – e não (apenas) pelos desfiles, pelos anúncios, pelo reconhecimento – que Portugal lhe bate palmas. 

 

pub
Faltam 300 caracteres
hervetmartinet   14:14 - 22-07-2016
11


bom-dia à todos
sou um particular francês em relação com um banco internacional. concedo empréstimos a todas as empresas e os particulares sérios em dificuldade e capaz de reembolsar as suas dívidas de acordo com o seu compromisso.
então para mais detalhes quer contactar-me por correio eletrón
Faltam 300 caracteres
hervetmartinet   13:50 - 22-07-2016
01


bom-dia à todos
sou um particular francês em relação com um banco internacional. concedo empréstimos a todas as empresas e os particulares sérios em dificuldade e capaz de reembolsar as suas dívidas de acordo com o seu compromisso.
então para mais detalhes quer contactar-me por correio eletrón
Faltam 300 caracteres
Roque Sousa   15:09 - 10-03-2016
01
Top
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo