Portefólio: Elsa Hosk


Com um passe praticamente direto para a Victoria's Secret, passar da linha Pink para Anjo foi como atingir a maioridade dentro de uma família.

Portefólio: Elsa Hosk


Com um passe praticamente direto para a Victoria's Secret, passar da linha Pink para Anjo foi como atingir a maioridade dentro de uma família.
28 Nov 2016 • 13 20 H

Assinou contrato com a marca de lingerie, logo em 2011, e tem cumprido com assiduidade os desfiles da casa. Para esta sueca, a VS foi uma espécie de berço para a sua carreira profissional, a par com os trabalhos para a Guess, servindo-lhe de trampolim para fora do anonimato. 

Apesar de ter feito alguns projetos como modelo enquanto estava no liceu, foi só depois de ter deixado o basquetebol profissional - sim, jogou pela Liga Feminina de Basquetebol da Suécia, durante 2 anos, depois de terminar a escolaridade - que realmente se dedicou ao métier. Focou-se nos editoriais e nas campanhas: logo em 2010, já acumulava páginas de revistas - incluindo a capa da Elle Suécia, Elle Noruega e Elle Sérvia - e era rosto de marcas como Anna Sui e Guess. Foi com as coleções para o verão de 2012 que surgiu o rol de desfiles: Altuzarra, Oscar de la Renta e Carolina Herrera versatilizaram a sua conotação com a lingerie, mas a Victoria's Secret continua a ser a sua associação mais mediática.


Um mediatismo que lhe trouxe também amizades célebres - participou no video "Bad Blood", de Taylor Swift - e mais de 2,5 milhões de seguidores no Instagram. Fora das passerelles, é uma acérrima defensora dos Direitos Humanos, apoiando a organização Fair Girls, que luta contra o tráfico humano.


pub
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo