De zero a dez? Eleven


O Eleven é um clássico, sim. Mas o Eleven é dos poucos clássicos que sabe como reinventar uma carta e viciar-nos nela, estação após estação.

De zero a dez? Eleven


O Eleven é um clássico, sim. Mas o Eleven é dos poucos clássicos que sabe como reinventar uma carta e viciar-nos nela, estação após estação.
19 Out 2016 • 15 12 H

Já lhe conhecemos as vistas rasgadas, as toalhas macias, o serviço impecável. Já lhe conhecemos a focaccia com flor de sal e a manteiga tão incrível que desaparece mais rápido que aquilo que gostamos de admitir. Também já sabemos que, assim que nos sentamos, devemos encher um copo com Dory.

O que não sabíamos - mas passámos a saber ontem e queremos reiterar hoje (quiçá, sempre) - é que o nosso outono vai ser feito de peixe. Sim, claro, não podemos perder de vista um bom carré de cordeiro, polvo, puré de tomate com miso e alga nori, nem o pato cruzado de Challans com sinfonia de beterraba, framboesa e molho de Foie Gras, mas sirvam-nos um incrível prato da nossa ainda mais incrível costa e estamos preparados para dizer que encontrámos o caminho para a felicidade.


Esse caminho chama-se pregado, mas já lá iremos. Comecemos antes pelo princípio dos princípios: a vieira. Apresenta-se-nos toda airosa, em terrina de porco e anchovas, bem curada como um amuse bouche deve ser. Derrete-se como a manteiga que ainda não esquecemos e dificulta exponencialmente a tarefa do prato que se segue.


Eis que entra o carabineiro, com a pompa e circunstância de uma viagem alquímica em que o consommé (de ervas aromáticas e gengibre) se completa numa infusão feita ao largo da mesa. É certo que não nos provoca o clímax das papilas gustativas, mas revelou-se na transição ideal para o que se seguia - na verdade, se tivéssemos pedido apenas as vieiras e o pregado, corríamos o risco de uma taquicardia e o carabineiro acaba por ser o nosso momento de respiração, qual massagem cardíaca.


Agora sem floreados: se só tiver apetite para um prato, que seja o pregado. O peixe pescado no nosso Atlântico é servido com glacé, sasifi em duas maneiras e cogumelos da estação. Na mesa, ninguém falou enquanto no prato só restavam as espinhas, e não nos conseguimos lembrar de um maior elogio a um chef (inserir aqui aplausos a Joachim Koerper).

Para fechar, Ervilha Wasabi e Framboesa é a maior surpresa da refeição - quem diria que "gelado" e "ervilha" seriam amantes perfeitos?

Eleven
Rua Marquês de Fronteira, 1070-051 Lisboa
21 386 2211
12:30–15:00, 19:30–23:00.


pub
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo