Shiatsu: ir ao psicólogo com uma massagem


O cansaço está tanto no corpo como na mente, mas existem terapias capazes de chegar lá ao fundo sem dizer uma palavra. Fomos descobrir uma delas.  

Shiatsu na ExpoClínica
Shiatsu na ExpoClínica 

Shiatsu: ir ao psicólogo com uma massagem


O cansaço está tanto no corpo como na mente, mas existem terapias capazes de chegar lá ao fundo sem dizer uma palavra. Fomos descobrir uma delas.  

20 Jun 2017 • 09 52 H



A sala despe-se de artifícios, apenas o essencial para descansar os cinco sentidos sem os adormecer, relaxar a cada suspiro e fazer uma contagem decrescente mental. Tentamos deixar o stress à porta e fazer aquilo que mais nos custa – descontrair. A terapeuta da Expoclínica, em Lisboa, explica-nos que o shiatsu não é uma massagem como as que conhecemos e que não devemos ficar surpreendidas se o corpo não reagir da mesma maneira. A novidade está logo na nossa posição, mutável e reativa às mãos da especialista, tanto que em vez de nos deitarmos numa marquesa, podemos antes fazê-lo um colchão estendido no chão para nos apoiar os movimentos. E o nosso corpo mexe, como se estivesse a flutuar.


O shiatsu é um método terapêutico com origem nas antigas técnicas de massagem japonesa e chinesa e inspirado pelos princípios da Medicina Tradicional Chinesa. A missão é clara: melhor o equilíbrio físico e emocional, atuando a vários níveis, mais ou menos visíveis. E o objectivo final ambicioso: combater o cansaço físico e emocional (tão ligados entre si num mundo que acelera tanto que quase deixámos de pensar), promove a circulação, ajuda a libertação de toxinas e reequilibra o sistema nervoso. Tudo em 45 minutos que passam à velocidade da luz.      

É como se a nossa aula de alongamentos preferida fosse feita a pensar em cada milímetro dos nossos músculos. Pressionam-se pontos-chave energéticos (atenção: a pressão do shiatsu é muito diferente da da massagem) e usam-se técnicas manipulativas que procuram que a estrutura do nosso corpo se encontre com o fluxo da nossa energia. O resultado é difícil de explicar, o corpo torna-se mais leve, a ansiedade diminui, a respiração torna-se mais lenta, ficamos incrivelmente atentos aos sinais do nosso corpo. Desaceleramos e lentamente regressamos ao mundo real com uma nova postura.    

 

ExpoClínica

Shiatsu, € 40 por sessão

Jardim dos Jacarandás Lt 4.28.01J
Alameda dos Oceanos
Parque das Nações
1990-237 Lisboa

pub
Faltam 300 caracteres
pub
pub
topo