Próximo Artigo

Privado: Jessica Athayde

4. 1. 2018

10 resoluções de Ano Novo que (provavelmente) nunca vão acontecer

 

Nem em 2018.

Ano após ano a história repete-se. Diz o ditado “Ano Novo, vida nova”, mas a verdade é que são poucas as resoluções que realmente passam do papel para a realidade.

É no dia 31 de dezembro, o último do ano, que geralmente começamos a pensar nas mudanças que queremos para a nossa vida. No filme O Diário de Bridget Jones, de 2001, é nesse mesmo dia que a personagem principal interpretada por Renée Zellweger escreve uma lista de objetivos para o ano seguinte. O primeiro? Começar a escrever um diário. Mas propôs-se ainda a perder peso e encontrar um "namorado simpático e sensível". 

Frases como “é desta que vou fazer dieta” ou “agora sim, vou inscrever-me no ginásio” tornam-se cada vez menos credíveis e, porque é um mal universal, elegemos as 10 resoluções que, muito provavelmente, vão continuar a ser só isso, uma resolução.

  

Deixar de fumar. Para quem continua a acreditar que só fuma socialmente.

Deixar de acumular roupa na cadeira do quarto. Os armários existem por uma razão (falta descobrir qual).

Fazer exercício fisico. 

Não passar tanto tempo a fazer scroll no Instagram e Facebook. Dúvida: o que fazer com as mãos?

Ter controlo sobre as emoções. Não chorar em público. Não gritar. Para tudo isto, duas palavras: boa sorte!

Ler mais.

 

Ter uma alimentação saudável. Adeus, pizza e hambúrgueres.

Fazer listas com as tarefas diárias como: despejar o lixo, mudar os lençóis da cama, ir ao supermercado, etc. Pode até estar escrito mas provavelmente não vai acontecer.

Dormir 8 horas por dia.

Sair menos vezes (ou mais) à noite.

Cniluxury - MRec